Data: 16/04/2021 18:09 / Autor: Redação / Fonte: FUP

Propostas da FUP e sindicatos ao novo presidente da Petrobrás

O conjunto de sugestões e temas para serem tratados com o general Joaquim Silva e Luna inclui Covid-19, venda da RLAM, política de preços e investimentos


Crédito: Marcelo Camargo / Agência Brasil

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e sindicatos já têm elaborado um conjunto de sugestões e temas para serem conversados com o novo presidente da Petrobrás, o general Joaquim Silva e Luna, cuja posse foi confirmada nesta sexta-feira,16/4, em reunião do Conselho de Administração da estatal.

“Esperamos que a nova administração da empresa esteja aberta à comunicação com os petroleiros. A nova gestão precisa dialogar mais com os trabalhadores e trabalhadoras e com o movimento sindical. Há necessidade de a companhia estabelecer um canal aberto em busca do entendimento e de soluções de conflitos”, afirmou o coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar.

Ele lamentou, contudo, a ausência de mulheres na nova diretoria da Petrobrás. Ainda mais considerando-se que o número de trabalhadoras na Petrobrás, em 2020, recuou para cerca de 8 mil. Entre 2007 e 2016, o total ficava acima de 10 mil. Também caiu a participação feminina no total de empregados, de 17,5% em 2016 para 16,6% em 2020, segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos (Dieese).

Considerado pela categoria dos petroleiros o pior presidente da história da Petrobrás. Roberto Castello Branco, demitido em fevereiro, não deixará saudades: “Ele fez um péssimo serviço para a companhia e para o país. Quando se sentou na cadeira de presidente da Petrobrás, Castello Branco disse que seu sonho era vender a empresa. Para mim, é algo inconcebível”, destacou Bacelar.

Comente aqui