Data: 26/08/2021 17:25 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

Ribeirão Pires inicia doação do acervo excedente da Biblioteca Municipal

Após triagem, descarte participativo foi iniciado e acervo poderá ser adquirido, prioritariamente, por bibliotecas comunitárias, ONG’s ou pessoas físicas


Acervo excedente poderá ser adquirido por bibliotecas comunitárias, organizações não-governamentais, cooperativas de reciclagem, pessoas físicas, e estudantes em idade escolar
Acervo excedente poderá ser adquirido por bibliotecas comunitárias, organizações não-governamentais, cooperativas de reciclagem, pessoas físicas, e estudantes em idade escolar

Crédito: PMETRP

A SEJEL – Secretaria de Juventude, Esportes, Lazer, Cultura e Turismo da Prefeitura de Ribeirão Pires, por meio da Biblioteca Municipal Olavo Bilac, deu inicio nesta quarta-feira, dia 26, ao descarte participativo do acervo excedente da biblioteca. A ação, realizada após processo de triagem do acervo, será realizada até o dia 27 de setembro de 2021, no saguão do Teatro Municipal Euclides Menato (Av. Prefeito Valdírio Prisco, 193 – Jd. Itacolomy - Complexo Ayrton Senna).

Aberto à população, o acervo excedente poderá ser adquirido, prioritariamente, por bibliotecas comunitárias, organizações não-governamentais, cooperativas de reciclagem, pessoas físicas, e estudantes em idade escolar.

O descarte é uma ação prevista por lei e atende o Decreto Municipal n.º 5.126, de 26 de dezembro de 2001.

Desde a segunda metade de julho, todo o acervo da Biblioteca Olavo Bilac passou por uma minuciosa triagem a fim de selecionar materiais danificados, desatualizados, em desuso, incompletos ou com excesso de duplicatas. O acervo foi dividido em: generalista (encaminhado a nova sede da Biblioteca Municipal, que está sendo instalada no Parque Oriental). O parque também já está sediando o Ponto de Leitura na Casa do Origami, com livros de leitura livre, voltados ao público infanto-juvenil, disponível a todos visitantes e moradores. Todos os livros de conteúdo especializado em artes – dança, música, artes plásticas, teatro, literatura, poesia, entre outras linguagens, foi separado e será realocado na sede da Escola Municipal de Artes e Pinacoteca, criando mais um ponto de leitura na cidade.

“A descentralização do acervo da biblioteca é uma nova proposta feita pela gestão Clóvis Volpi. Além de proporcionar locais mais adequados para acomodação do acervo e qualidade de trabalho aos funcionários, a medida também aproxima os públicos e enriquece o estudo, como é o caso, da realocação do acervo especializado em diferentes linguagens artísticas à Escola Municipal de Artes”, explicou o secretário da SEJEL, Claurício Gonçalves Bento.

Diálogo Aberto com a população - A Biblioteca Municipal Olavo Bilac tem mantido um diálogo aberto com a sociedade civil, por meio da Comissão da Palavra, ligada ao Conselho Municipal de Políticas Culturais, formada por cerca de 20 membros. A SEJEL segue promovendo ações para garantir o diálogo e a participação da sociedade, tanto no processo de mudança de sede da Biblioteca Municipal, quanto na descentralização do acervo e descarte participativo do acervo excedente.

Em agosto, foram realizados quatro encontros com membros da Comissão, tanto online quanto presencial. Um dos encontros aconteceu na sede do CEH - Centro de Exposições e História "Ricardo Nardelli", no dia 3 de agosto. Membros da Comissão, também realizaram visita à antiga sede da Biblioteca, no dia 11 de agosto, e à nova sede localizada no Parque Oriental, no dia 18, acompanhados pelo secretário da SEJEL, Claurício Gonçalves Bento.

No dia 19/08, foi apresentado o Edital de descarte participativo à Comissão, em reunião online.

Comente aqui