Data: 18/10/2021 15:33 / Autor: Gisele Lopes / Fonte: PMSCS

São Caetano comemora 10 anos do CTNEN com evento científico

Centro de Triagem Neonatal e Estimulação Neurossensorial trata, gratuitamente, crianças que apresentam transtorno de déficit de atenção e hiperatividade e transtornos de aprendizagem


Simpósio do CTNEN (Centro de Triagem Neonatal e Estimulação Neurossensorial)
Simpósio do CTNEN (Centro de Triagem Neonatal e Estimulação Neurossensorial)

Crédito: Letícia Teixeira

Mais de 300 pessoas prestigiaram no sábado (16/10) o X Simpósio do CTNEN (Centro de Triagem Neonatal e Estimulação Neurossensorial) Dr. Tatuya Kawakami, de São Caetano do Sul. O evento que aconteceu de forma híbrida (na sede do equipamento, no Bairro Santa Maria, e online), contou com a participação de autoridades e profissionais da Saúde, que abordaram temas científicos direcionados à avaliação, intervenção e acompanhamento de crianças e jovens.

“Os serviços prestados pelo CTNEN sempre foram e sempre serão prioridades em nossa cidade. O  Centro faz parte de um programa de inclusão completo que construímos ao longo de décadas. Uma rede de atendimento completa para que nossas crianças, jovens e adultos sintam-se cada vez mais incluídos”, afirmou o prefeito Tite Campanella.

O chefe do Executivo parabenizou o CTNEN pela década de trabalhos referencias às crianças e jovens, e listou outras ações de inclusão. “Temos a Fundação Anne Sullivan, fundada na década de 70, pioneira na América Latina no atendimento à surdocegueria. Com apoio da Secretaria de Educação, passou a ser responsável pelo programa de inclusão que implantamos no município. Fomos a primeira cidade da região a ter uma secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida”, ressaltou.

O secretário de Saúde, Danilo Sigolo, afirmou que o CTNEN continuará com os atendimentos referenciais. “Logo vamos ganhar mais sete salas, totalizando 17, o que vai possibilitar a ampliação no número de atendimentos. O projeto de expansão está em fase final de elaboração e, com os novos espaços, vamos avançar com atendimento em psiquiatria infantil e reabilitação. As novas salas também proporcionarão mais conforto para atendimento da equipe multidisciplinar, para pacientes com doenças raras, transtorno de aprendizagem e triagem neonatal.”

O coordenador e idealizador do CTNEN, Cristiano Gomes, agradeceu a todos os profissionais que passaram por lá ao longo dessa década e dedicaram seu saber e seu tempo para que o serviço se tornasse referência não apenas na região, mas para todo o País. “Somos parte de um projeto premiado que se destaca, principalmente, por ser um dos únicos a fazer o teste do pezinho e acompanhamento das crianças. São mais de dois mil atendimentos por mês, para crianças e adolescentes, em quatro grandes pilares: triagem neonatal e de doenças raras, transtornos de aprendizagem e reabilitação”, destacou.

Ao longo do dia, 330 pessoas participaram de palestras sobre teste do pezinho e cuidados na coleta e influência no diagnóstico; teste do pezinho ampliado; motricidade do recém-nascido; impacto do isolamento social no desenvolvimento neuropsicomotor na infância; doenças raras no Brasil; pandemia e obesidade nas crianças e adolescentes; entre outros.

O CTNEN trata, gratuitamente, crianças que apresentam transtorno de déficit de atenção e hiperatividade e transtornos de aprendizagem. Conta com uma equipe composta de profissionais nas seguintes especialidades: Psicopedagogia, Fonoaudiologia, Psicologia, Neuropsicologia, Neuropediatria, Nutrição, Psicomotrocidade, Terapia Ocupacional, Fisioterapia, Assistência Social, Enfermagem, Endocrinopediatria, Hematopediatria e Psiquiatria.

Comente aqui