Data: 10/09/2021 17:35 / Autor: Suzel Tunes / Fonte: PMSCS

São Caetano entrega subvenções a APMs de 63 escolas da rede municipal

O evento, realizado no auditório do Cecape Drª Zilda Arns, contou com a presença de outros secretários da Administração Pública e vereadores.


Prefeitura de São Caetano entrega subvenções a APMs de 63 escolas da rede municipal
Prefeitura de São Caetano entrega subvenções a APMs de 63 escolas da rede municipal

Crédito: Eric Romero / PMSCS

Na quinta-feira (9/9), o prefeito de São Caetano do Sul, Tite Campanella, e o secretário de Educação, Fabricio Coutinho de Faria, reuniram-se a diretores, professores e familiares de alunos da Rede Municipal de Ensino para oficializar a entrega de subvenções às APMs (Associações de Pais e Mestres).

Nesta sexta, a Prefeitura realiza o depósito de R$ 953.600,00, distribuídos entre as 63 escolas da rede municipal. É a segunda parcela de um total de quase 2 milhões de reais em recursos para as APMs. A primeira parcela foi concedida em 2020.

O prefeito abriu sua fala parabenizando os profissionais da Educação e os representantes das APMs. “A escola melhora quando os pais se envolvem na vida escolar. Esse é um princípio basilar da Educação e a receita para que a cidade tenha conquistado um dos melhores ensinos públicos do país”, destacou Tite Campanella.

Segundo o chefe do Executivo, a Prefeitura teve condições de fazer o depósito da segunda parcela de subvenções graças a um rigoroso ajuste fiscal. E, nos próximos meses, intensificará os trabalhos de zeladoria das unidades escolares, incluindo troca de mobiliário. “Vamos investir bastante para deixar nossas escolas ainda mais confortáveis e seguras.”

“É um dia especial para nós”, disse o secretário de Educação, Fabricio Faria. “As APMs  têm realizado inúmeras melhorias nas escolas graças a esses recursos”, pontuou o secretário. A subvenção é uma contribuição para auxiliar na conservação e manutenção dos bens existentes, como realização de pequenas manutenções e aquisição de materiais escolares.

A diretora da EMEF 28 de Julho, Sônia Regina Rodrigues Garcia, irá se reunir com a APM da escola para decidir onde aplicar os recursos. “Tivemos uma reforma recente na escola, que ficou com uma infraestrutura muito boa. Podemos utilizar esse material para adquirir novos brinquedos e materiais pedagógicos para os alunos do Programa de Inclusão”, exemplificou Sônia.

Francélia Batista Leitão, diretora financeira da APM da EMEI Dulce Junquetti, também pensa em aumentar os recursos pedagógicos da escola com a verba. Mas tudo vai depender da decisão coletiva, de familiares e educadores. “Durante a pandemia, criamos um grupo de Whatsapp para conversar com a diretora Meire Bernardi e ficamos ainda mais unidos”, finalizou Francélia.

Comente aqui